sicnot

Perfil

Desporto

Jamie Vardy aceita acusação mas quer ser ouvido pela federação inglesa

O futebolista Jamie Vardy, avançado do Leicester City e um dos melhores marcadores da Liga inglesa, aceitou a acusação de conduta imprópria imposta pela federação inglesa (FA), mas pediu para ver ouvido pelo organismo.

© Reuters Staff / Reuters

O internacional inglês foi expulso, com um duplo amarelo, na última jornada da Premier League por alegadamente ter simulado uma grande penalidade, no empate caseiro com o West Ham (2-2), e poderá falhar os próximos jogos dos 'foxes', sendo já certa a sua ausência no domingo frente ao Swansea City.

A FA decidiu acusar o avançado de 29 anos de conduta imprópria devido à reação que teve junto do árbitro da partida, depois de ter visto o cartão vermelho.

"Jamie Vardy aceita decisão da FA, mas, ao mesmo momento, requisitou uma audiência para poder pessoalmente explicar a situação", lê-se numa nota publicada no site oficial do Leicester City.

Os 'foxes' lideram o campeonato inglês com cinco pontos de vantagem sobre o Tottenham, segundo classificado, quando faltam quatro jornadas para disputar. Vardy é segundo melhor marcador da prova com 22 golos, em igualdade com o argentino Aguero (Manchester City) e com menos dois que o seu compatriota Harry Kane (Tottenham).

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19