sicnot

Perfil

Desporto

Julen Lopetegui garante que nunca pediu demissão do FC Porto

O treinador espanhol Julen Lopetegui admitiu que nunca pediu demissão do FC Porto e lembrou que "cinco ia antes de sair a equipa era líder do campeonato" português de futebol.

O ex-treinador do FC Porto revelou, em declarações à RTP, que tem "boas recordações do clube" e do presidente, de quem tem "boas recordações e carinho".

"Nem vale a pena perguntar, mas a decisão de sair não foi minha. Não saí por decisão minha", garantiu Julen Lopetegui, negando assim que tenha sido por iniciativa sua que em janeiro foi colocado no ponto final na ligação com o FC Porto, a meio do contrato de três anos.

Lopetegui lembrou que que o 'timming' da demissão não foi o melhor uma vez que "cinco dias antes, o FC Porto era líder do campeonato".

Na entrevista ao canal português, o técnico garante que continua a seguir o FC Porto, guardando boas recordações do tempo que passou por Portugal.

"O FC Porto para mim é uma recordação magnífica. Agora sinto pena, porque entendo que a situação desportiva piorou imenso", atirou ainda.

Sobre a passagem pelo FC Porto, o treinador espanhol garantiu que deu o máximo todos os dias em prol de lutar pelos objetivos propostos.

"Tivemos de pegar o touro pelos cornos, dar tudo no trabalho em prol do FC Porto. Demos a cara e lutámos contra tudo e contra todos, com a esperança de cumprir os objetivos determinados e estávamos a lutar por esses objetivos", lembrou.

Lusa

  • Pinto da Costa demitiu Lopetegui por sentir que o técnico tinha desistido da equipa
    3:31

    Desporto

    Jorge Nuno Pinto da Costa disse que demitiu Lopetegui por sentir que este tinha desistido da equipa e do projeto. O presidente portista referiu também que, ao contrário do Sporting, o Futebol Clube do Porto não tem a obsessão de vencer o campeonato. Em entrevista ao Porto Canal, Pinto da Costa afastou uma limpeza de balneário, abordou a amizade que tem com Jorge Jesus e revelou quem não quer ver à frente dos destinos do FCP quando deixar a presidência do clube.

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.