sicnot

Perfil

Desporto

Treinador da Académica diz que é preciso sofrer para ganhar ao FC Porto

O treinador da Académica, Filipe Gouveia, disse hoje que a sua equipa vai ter de saber sofrer para ganhar na receção ao FC Porto, no sábado, em jogo da 31.ª jornada da I Liga de futebol.

"Cada jogo é um jogo e eu acredito piamente que podemos ganhar ao Porto. Vamos ter de saber sofrer, de ser guerreiros, como temos sido até aqui, e ter a ajuda do nosso público, que na última jornada, em Belém, nos ajudou em 90% a conquistar aquele ponto", referiu o técnico.

Filipe Gouveia, que falava na conferência de imprensa de antevisão à partida, disse que espera um adversário "forte, igual a si próprio, com jogadores de muita qualidade".

"Tiveram três jogos menos conseguidos, mas estou à espera de um Porto forte como esteve no último jogo frente ao Nacional", sublinhou o timoneiro academista, que pretende ver a sua equipa, penúltima da Liga, a "jogar o jogo pelo jogo", embora com "cautelas defensivas, como é normal".

Salientando que aparentemente só a vitória interessa, o treinador considera que, com o desenrolar do encontro, um ponto pode ser "saboroso, dependendo do resultado dos nossos adversários diretos [Boavista e o União da Madeira]", que estão a dois pontos de distância.

"Temos as nossas armas e vamos explorar os pontos fracos do FC Porto e aproveitar as fases do jogo em que vamos estar por cima para tentarmos marcar e sermos consistentes os 90 minutos", referiu Filipe Gouveia.

A 'briosa', que vem de um empate fora de casa com o Belenenses (1-1), encontra-se em posição de descida, com 24 pontos, menos dois do que o Boavista e União da Madeira, que se encontram nos lugares imediatamente a seguir, fora da zona de despromoção.

A Académica, 17.ª e penúltima classificada, com 24 pontos, e o FC Porto, terceiro do campeonato, com 64, defrontam-se no sábado, a partir das 16:15, no Estádio Cidade de Coimbra, com arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Portugueses usam Facebook para marcar protestos contra incêndios

    País

    Os incêndios que têm acontecido este ano estão a causar revolta entre a população. Por essa razão, estão marcadas, através da rede social Facebook, várias manifestações para os próximos dias um pouco por todo o país. Os portugueses exigem a melhoria do sistema, para que as tragédias deste ano não se voltem a repetir.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06
  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • Presidente das Indústrias de Madeira diz que fogos estão a afetar o setor
    0:39

    País

    A Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário desvaloriza que os industriais do setor possam comprar madeira mais barata, em resultado dos incêndios florestais. Em entrevista na SIC Notícias, o presidente da associação, Vítor Poças, considera que os fogos estão a prejudicar gravemente a indústria.