sicnot

Perfil

Desporto

C.J. McCollum vence troféu de atleta com maior progressão na NBA

O basquetebolista dos Portland Trail Blazers C.J. McCollum foi hoje anunciado vencedor do prémio de atleta com maior evolução da NBA, após temporada em que triplicou a média de pontos.

© USA Today Sports / Reuters

O norte-americano recebeu a pontuação máxima do painel composto por jornalistas dos Estados Unidos e do Canadá por 101 vezes, das 130 possíveis, batendo, com 559 pontos, o norte-americano Kemba Walker (166 pontos), dos Charlotte Hornets, e o grego Giannis Antetokounmpo (99 pontos), dos Milwaukee Bucks.

Com percentagem de 20,8 pontos obtidos, McCollum tornou-se apenas no terceiro jogador da equipa de Portland a conquistar o galardão, depois de Kevin Duckworth, em 1987/1988, e Zach Randolph, na época de 2003/2004.

O atual jogador mais valioso da NBA, Stephen Curry, dos Golden State Warriors, foi quarto na votação, fazendo história como o primeiro 'MVP' a fazer parte do 'top-10' do prémio que assinala o progresso dos basquetebolistas.

O base, de 24 anos, tem sido peça preponderante nos Trail Blazers, que este ano somam a terceira participação consecutiva nos 'play-offs'. Nos oitavos de final, a equipa de Portland tem uma desvantagem de 2-0, diante dos Los Angeles Clippers.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.