sicnot

Perfil

Desporto

FIFA cria comissão para avaliar condições de trabalho no Mundial 2022

O presidente da FIFA, o ítalo-suíço Gianni Infantino, anunciou hoje a criação de uma comissão independente de acompanhamento das condições de trabalho na construção dos estádios para o Mundial de futebol de 2022, no Qatar.

© Naseem Mohammed Bny Huthil /

Na primeira visita ao Qatar como líder da FIFA, Infantino disse que as condições dos trabalhadores são agora "adequadas", após múltiplas acusações de violação dos seus direitos por parte de várias organizações, reafirmando que a competição vai, "evidentemente, realizar-se no Qatar".

"A composição deste novo organismo será dirigida pela FIFA e integrará pessoas de todos os setores da sociedade civil", precisou o organismo regulador do futebol mundial, em comunicado.

Colocado sob pressão por várias organizações, o Qatar já tinha anunciado a criação de um programa que visa proteger e garantir o bem-estar de milhares de trabalhadores estrangeiros.

A comissão organizadora da competição anunciou, entre outras, a aprovação de "normas de bem-estar dos trabalhadores" e de um sistema de controlo que permite aos responsáveis pela organização "verificar se todos os trabalhadores recebem o salário adequado e em tempo útil".

A Amnistia Internacional denunciou a "exploração alarmante" dos trabalhadores estrangeiros no Qatar, em especial os de origem asiática, que a organização não-governamental de defesa dos direitos humanos disse estarem a ser "tratados como animais".

O Mundial de futebol de 2022 vai disputar-se entre 21 de novembro e 18 de dezembro, tornando-se o primeiro na história do futebol que decorrerá fora de maio, junho ou julho, para evitar as temperaturas elevadas (acima de 40º Celsius) que se registam no Qatar durante esses meses.

Lusa

  • "Foi o momento mais difícil da minha vida", disse a ministra emocionada
    3:24
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35

    País

    A Força Aérea portuguesa é a única força militar, para além da norte-americana, que pode mexer em praticamente todo o motor de um caça F-16. Na base aérea de Monte Real há uma fábrica de caças que pode levar o país a comprar mais aviões às peças, para revender a outras forças militares.

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.