sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Jesus considera legal golo de Slimani frente ao Moreirense

Jorge Jesus considerou hoje legal o golo de Slimani frente ao Moreirense, criticando a nota dada ao árbitro assistente nesse encontro da I Liga de futebol e justificou a sua expulsão como exagero de poder por parte dos árbitros.

OCTAVIO PASSOS

Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro entre o Sporting e o União da Madeira, da 31.ª jornada da I Liga de futebol, o treinador do Sporting considerou uma decisão "de muita categoria" a validação do golo de Slimani em Moreira de Cónegos.

"O observador do jogo deu nota negativa ao assistente com o Moreirense, foi uma decisão de muita categoria. O auxiliar está na linha do último jogador e quando a dinâmica do jogo é desenvolvida, ele não pode estar na linha da bola. O observador tem de perceber, não há nenhum auxiliar que esteja na linha do jogador e quando a bola vai na frente esteja lá. Ele tinha de ter asas e voar, isto não é 'playstation'", afirmou.

O técnico, que se fez acompanhar de imagens projetadas, considerou que, se a decisão tive sido tomada num jogo da UEFA, o "auxiliar teria nota positiva".

"Este auxiliar foi penalizado numa situação onde esteve bem, é difícil ter uma certeza absoluta. É um golo legal e parabéns ao auxiliar. Se fosse na UEFA este auxiliar tinha uma nota positiva. Parabéns pela coragem em decidir este lance. Este observador devia ir para casa", vincou.

O treinador também se fez acompanhar de imagens para se defender da expulsão que foi alvo por parte de Bruno Paixão, considerando que os árbitros estão a "exagerar".

"É a terceira vez que sou expulso esta época, os árbitros estão a exagerar no poder que têm, porque estão a expulsar não só o Jorge Jesus mas também os meus colegas, a maioria das vezes por tudo e por nada, a minha expulsão foi isso. O treinador também faz parte do espetáculo, deve-se olhar mais para isso e ter mais respeito. Os árbitros mostram autoridade nos jogos tanto para os jogadores como treinadores, não é pelo cartão, é pela qualidade", concluiu.

Lusa

  • Jorge Jesus multado em 192 euros

    Desporto

    O treinador do Sporting, Jorge Jesus, foi hoje punido com uma multa de 192 euros pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), mas poderá sentar-se no banco frente ao União da Madeira.

  • Raul José diz que expulsão de Jesus é inexplicável
    0:34

    Desporto

    O treinador-adjunto do Sporting criticou a expulsão de Jorge Jesus no jogo de ontem, frente ao Moreirense. Raul José realçou a vitória dos leões, na sala de imprensa, no final do encontro. Por seu turno, o treinador do Moreirense lamentou o único golo sofrido e comenta ainda que Slimani estava fora de jogo.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Ataques aéreos dos EUA em Mossul podem ter causado a morte de 200 civis
    1:22
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.