sicnot

Perfil

Desporto

Nadal processa ex-ministra francesa que o acusou de doping

O tenista espanhol Rafael Nadal interpôs hoje uma queixa por difamação contra Roselyne Bachelot, antiga ministra do Desporto de França, que em março o acusou de ter parado de jogar durante sete meses por doping.

Rafael Nadal durante o primeiro round do Open da Austrália enquanto jogava frente ao espanhol Fernando Verdasco. Nadal foi afastado logo no primeiro round, num jogo considerado épico

Rafael Nadal durante o primeiro round do Open da Austrália enquanto jogava frente ao espanhol Fernando Verdasco. Nadal foi afastado logo no primeiro round, num jogo considerado épico

© Thomas Peter / Reuters

Nadal, que já tinha feito saber que iria processar a ex-ministra francesa, confirmou a entrega da queixa em tribunal num comunicado enviado à agência noticiosa EFE.

"Interpus hoje, 25 de abril de 2016, num tribunal de Paris uma queixa por difamação", refere o comunicado do atual número cinco da hierarquia mundial do ténis.

A 08 de março, durante um programa num canal televisivo francês, Bachelot acusou Nadal de se ter dopado e de ser essa a razão para a paragem do tenista por sete meses, em 2012, quando este alegou lesão.

No comunicado, Nadal explicou que pretende não só defender a sua "integridade e imagem como desportista", mas também os valores que lhe transmitiram ao longo de uma carreira que conta com 69 títulos.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47