sicnot

Perfil

Desporto

Obras para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro já provocaram 11 mortos

As obras realizadas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, realizadas entre janeiro de 2016 e março último, causaram a morte de onze operários, segundo um relatório divulgado esta segunda-feira.

© Sergio Moraes / Reuters

De acordo com o levantamento, feito pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro e citado pela imprensa local, a linha 4 do metropolitano registou o maior número de mortes: três.

Outros acidentes ocorreram nas obras circundantes do Parque Olímpico, no Museu da Imagem e do Som, no Museu do Amanhã, nas obras de ampliação do Elevado de Joá, na Nova Subida da Serra, na Supervia e na Transolímpica.

Elaine Castilho, auditora fiscal e coordenadora do trabalho de fiscalização, acrescentou que houve ainda dois casos de acidentes graves, nomeadamente um choque elétrico no Parque Olímpico e uma amputação da perna de outro funcionário na Transbrasil.

"É um time (equipa) de futebol de mortos. Isso tudo causado por falta de planeamento, sem dúvida. É a correria na hora de finalizar", lamentou.

A Superintendência realizou 260 ações de fiscalização, com 1.675 autos de infração e 38 interdições e embargos.

Segundo o superintendente do Trabalho e Emprego do Rio, Robson Leite, citado pelo jornal Globo, os motivos das mortes são "falta de planeamento e corrida para cumprir o cronograma (de obras)".

"Acidente não acontece por acaso. Acontece por negligência, ou por falta de prevenção. A prefeitura (autarquia) vem falhando em relação à segurança do trabalho. Você tem que ter o Estado impedindo que as pessoas morram", referiu.

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro realizam-se entre os dias 05 e 21 de agosto.

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.