sicnot

Perfil

Desporto

Dakar2017 começa no Paraguai, atravessa a Bolívia e termina na Argentina

A edição de 2017 do Rali Dakar vai começar em Assunção, no Paraguai, e decorrerá de 2 a 14 de janeiro, com 12 etapas e cerca de 9.000 quilómetros, anunciaram hoje os promotores da prova de todo-o-terreno.

Franck Fife

Pelo nono ano a decorrer na América do Sul, depois de se ter afirmado em África como um dos mais importantes ralis do mundo, o Dakar2017 terá classificativas no Paraguai, Bolívia e Argentina.

Após a realização de uma única etapa de abertura no Paraguai, a caravana ruma à Bolívia, para realizar cinco classificativas, que incluem a passagem por La Paz, situada a 3.500 metros de altitude.

Segue-se a Argentina, que receberá a última semana da prova, com a caravana de automóveis, motos e camiões a atravessar a Cordilheira dos Andes até à meta instalada, uma vez mais, em Buenos Aires.

"A passagem pela Bolívia trará uma nova dimensão a esta 39.ª edição, dado que terá cinco etapas ao longo das margens do Lago Titicaca e um dia de descanso na capital mais alta do mundo, La Paz", refere o diretor da prova, Etienne Lavigne.

A parte final da prova, onde se perfilarão os candidatos a suceder ao francês Stephane Peterhansel, nos carros, e ao australiano Toby Price, nas motos, será disputada numa linha diagonal através da Argentina até Buenos Aires.

Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.