sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa é único português no Estoril Open após eliminação de Gastão Elias

O tenista luso Gastão Elias foi hoje eliminado na segunda ronda do Estoril Open, ao ser derrotado frente ao francês Paul-Henri Mathieu (6-3, 6-4), ficando João Sousa, que ainda não jogou, como único português em prova.

MADE NAGI

Frente ao número 59.º do ranking mundial, Gastão Elias admitiu que a qualidade do adversário fez a diferença e revelou não ter dado o seu melhor ténis.

"Comecei um pouco tenso. Ele do início ao fim esteve muito consistente e não me deu oportunidades. Basicamente, ele jogou muito bem e eu não joguei o meu melhor", lamentou.

No primeiro encontro do dia, o britânico Kyle Edmund confirmou o favoritismo ao derrotar o espanhol Daniel Gimeno-Traver (6-3 e 7-7), ao fim de uma hora e 30 minutos.

O espanhol Inigo Cervantes, número 57.º da hierarquia mundial, levou a melhor sobre o compatriota Daniel Munoz de La Nava, com uma vitória fácil pelos parciais 6-4, 6-1.

Já o canadiano Steven Diez, proveniente da fase de qualificação, não apresentou argumentos para derrotar o nipónico Taro Daniel, perdendo por 7-5, 6-1, após uma hora e 34 minutos de jogo.

Na partida que opôs Benjamin Becker e Rogério Dutra Silva, o brasileiro não teve dificuldades em impor-se frente ao germânico, triunfando pelos parciais 6-4, 6-1.

O espanhol Guilhermo Garcia-Lopez, quinto cabeça de série e semifinalista na última edição do torneio luso, apenas tremeu um pouco no segundo set frente ao alemão Michael Berrer, levando a melhor pelos parciais 6-3, 7-6, no encontro mais longo do dia.

Com entrada no quadro principal, depois de ultrapassar a fase de qualificação, o sueco Elias Ymer, de 20 anos, deu luta a Paolo Lorenzi, mas não foi capaz de contrariar a experiência do italiano, que venceu por 7-6, 6-3.

Em pares, a dupla portuguesa Frederico Gil e Felipe Cunha Silva até ganhou o segundo set, mas os norte-americanos Eric Butorac e Scott Lipsky acabaram por triunfar no super tie-break, vencendo por 6-4, 7-6, 10-6.

No outro embate de pares masculinos, o tenista luso Frederico Silva, que fez dupla com o britânico Kyle Edmund, venceu os suecos Johan Brunstrom e Andreas Siljestrom, ao fim de uma hora e 34 minutos, por 6-5, 6-3, 10-6.

Os croatas Borna Coric e Franko Skugor apresentaram-se mais fortes e venceram (7-5, 6-4, 10-8) a dupla composta por Roberto Maytin e Miguel Angel Reyes-Varela, numa partida muito equilibrada e disputada ponto a ponto.

Lusa

  • Marco Silva despedido do comando técnico do Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva deixou o comando técnico do Watford, anunciou o 10.º classificado da Liga inglesa de futebol no seu sítio na Internet. "Foi uma decisão difícil e não foi tomada de ânimo leve. O clube está convencido de que a contratação de Marco Silva foi a correta e não fosse a abordagem indesejada de um rival da 'Premier League', continuaríamos a prosperar sob o seu comando", lê-se no comunicado do clube.

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17