sicnot

Perfil

Desporto

Júri conclui que tragédia de Hillsborough não foi acidental e aponta erros à polícia

A morte de 96 adeptos do Liverpool no estádio Hillsborough, em 1989, não foi acidental, decidiu o júri de um tribunal reunido em Warrington, concluindo também que existiram erros da polícia inglesa que contribuíram para a tragédia.

Familiares das vítimas satisfeitos com a decisão

Familiares das vítimas satisfeitos com a decisão

© Phil Noble / Reuters

Após dois anos de exposição de provas e da mais longa investigação legal em Inglaterra, o júri concluiu que o comportamento dos adeptos do Liverpool não contribuiu para o incidente em Sheffield, que provocou também centenas de feridos.

Os jurados consideraram também que a polícia inglesa cometeu erros, tanto no planeamento da segurança da meia-final da Taça de Inglaterra, entre o Liverpool e o Nottingham Forest, como no dia do jogo, que contribuíram para o caso mais grave ocorrido nos estádios britânicos.

Desde março de 2014, data do início do julgamento em Warrington, a 25 quilómetros de Liverpool, os jurados ouviram mais de 800 testemunhos sobre os incidentes motivados pela sobrelotação do estádio do Sheffield Wednesday.

O novo inquérito foi ordenado em 2012, após forte pressão por parte das famílias das vítimas, na sequência da anulação do veredicto inicial, que apontava para a morte acidental dos 96 adeptos, no dia 15 de abril de 1989.

Lusa

  • Governo vai avaliar situação da associação Raríssimas
    1:41

    País

    O Governo promete avaliar a situação da instituição Raríssimas e agir em conformidade, depois da denúncia de alegadas irregularidades na gestão financeira. A presidente da instituição terá usado dinheiro da Raríssimas para gastos pessoais como vestidos de alta-costura e alimentação. Esta é uma instituição que apoia doentes e famílias que convivem de perto com doenças raras. 

  • Diáconos permanentes: quem são e que cargo ocupam na comunidade católica
    10:04
  • Múmia quase intacta descoberta em Luxor
    1:23

    Mundo

    O Egito anunciou, este sábado, a descoberta de dois pequenos túmulos com 3.500 anos na cidade de Luxor. Foram também encontrados uma múmia em bom estado de conservação, uma estátua do deus Ámon Ra e centenas de artefactos de madeira e cerâmica ou pinturas intactas.