sicnot

Perfil

Desporto

Adrien Silva garante que existe uma tensão "normal" para o clássico com FC Porto

O médio português Adrien Silva assegurou hoje que Sporting não sente mais tensão para defrontar o FC Porto, no sábado, na 32.ª e antepenúltima jornada da I Liga de futebol.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Reuters Staff / Reuters

"É uma semana como as outras. Existe sempre tensão para os jogos, mas na altura do campeonato em que estamos não importa se é clássico ou não. Essa pressão está presente em todos os jogos", disse o internacional português numa conversa à margem no evento Estoril Open.

O médio dos leões frisou que a vida não é só futebol, sublinhando que "dá sempre para fazer outras coisas e é importante ver outras modalidades".

Questionado sobre o sucesso do tenista português João Sousa no torneio luso, Adrien manifestou ser adepto das suas qualidades, acreditando numa boa prestação do número 34 do ranking mundial.

"Tem vindo a fazer grandes resultados em todos os torneios em que se tem apresentado e espero que faça um bom resultado perante o público português. Estou aqui a apoiá-lo e de certeza que está motivado", afirmou.

Em tom de brincadeira, Adrien disse que "seria envergonhado, mas (um momento) interessante", caso disputasse um encontro de ténis com João Sousa.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.