sicnot

Perfil

Desporto

Diego Simeone foi suspenso por três jogos e arrisca falhar o resto da Liga

O treinador do Atlético Madrid, Diego Simeone, foi suspenso por três jogos e estará afastado do banco dos "colchoneros" nos últimos três jogos da Liga espanhola, anunciou hoje o Comité de Competição da Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

© Albert Gea / Reuters

Esta suspensão é ainda passível de recurso, podendo o clube madrileno contestar a decisão.

O árbitro Mateu Lahoz escreveu no relatório do jogo entre Atlético de Madrid e Málaga, vencido pela equipa madrilena, por 1-0, que uma bola tinha sido arremessada para o campo de forma intencional, para travar um contra-ataque perigoso do Málaga, mesmo no final da primeira parte, quando o resultado estava ainda em 'branco'.

Sem conseguir determinar o causador deste incumprimento das leis do jogo, o árbitro Mateu Lahoz cumpriu os regulamentos, que obrigam o treinador principal a zelar pela sua área técnica, e deu ordem de expulsão a Simeone, depois de ter identificado que a bola veio daquela zona.

O Atlético de Madrid foi multado em 1.050 euros.

Simeone recebeu uma coima de 3.005 euros e arrisca perder os últimos três jogos do campeonato, numa altura em que o Atlético de Madrid partilha a liderança com o FC Barcelona, com 82 pontos.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.