sicnot

Perfil

Desporto

Federação turca ratifica vitória por 4-0 do Fenerbahçe sobre o Trabzonspor

A Federação turca ratificou hoje a vitória por 4-0 do Fenerbahçe sobre o Trabzonspor, em casa deste, no último domingo, partida que foi interrompida aos 88 minutos pelo árbitro após invasão de campo e agressão a um árbitro assistente.

© Murad Sezer / Reuters

Vários adeptos do Trabzonspor invadiram o relvado quase no final da partida e um deles agrediu um árbitro de baliza, ao mesmo tempo que eram arremessados vários objetos para o campo, incluindo cadeiras, o que forçou o árbitro a suspender o jogo da 30.ª jornada da Liga turca, quando o resultado estava em 4-0, sendo um dos golos marcados pelo internacional português Nani.

O Fenerbhaçe, treinador por Vítor Pereira e que conta com mais dois portugueses - Bruno ALves e Raul Meireles - está a disputar o título de campeão, ocupando o segundo lugar, a três pontos do Besiktas.

A rivalidade com o Trabzospor é antiga e geradora de conflitos entre adeptos, de que é exemplo recente o episódio ocorrido em abril de 2015, quando o autocarro com a equipa do Fenerbahçe foi alvejado com tiros enquanto atravessava uma rua de Trabzon, tendo um deles atingido o motorista gravemente.

Lusa

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.