sicnot

Perfil

Desporto

PAOK punido após falta de comparência nas meias finais da Taça da Grécia

O PAOK Salónica foi hoje punido com menos três pontos na próxima temporada da Liga grega de futebol e uma multa de 10 mil euros por falta de comparência quarta-feira na segunda mão das meias finais da Taça da Grécia.

© Alexandros Avramidis / Reuter

No início de março, quando o Olympicos vencia por 2-1 no terreno do PAOK, em jogo da primeira mão das meias-finais, o relvado foi invadido por adeptos da equipa da casa e das bancadas foram lançadas dezenas de tochas e bombas de fumo, levando o árbitro Andreas Pappas a interromper a partida, ao minuto 89.

O treinador português Marco Silva foi, inclusivamente, atingido nas costas por uma garrafa.

Na sequência dos acontecimentos, a equipa de Salónica foi punida com derrota por 3-0 e ameaçou não jogar a segunda mão caso a partida não fosse repetida e arbitrada por um estrangeiro, acabando por concretizar a ameaça.

O governo grego chegou cancelar a Taça da Grécia, mas recuou por pressão da FIFA e da UEFA, que ameaçaram banir as equipas e a seleção de futebol da Grécia das competições internacionais.

A falta de comparência do PAOK Salónica assegurou ao Olympiacos um resultado de 3-0 no jogo da segunda mão, bem como a presença automática na final da Taça da Grécia de futebol, a 07 de maio em Atenas, contra o AEK. O jogo será presenciado apenas por estudantes convidados.

Lusa

  • As mulheres na clandestinidade durante o Estado Novo
    7:32

    País

    Não se sabe quantas mulheres portuguesas viveram na clandestinidade durante o Estado Novo, mas estiveram sempre lado a lado com os homens que trabalhavam para o Partido Comunista na luta contra a ditadura. Aceitavam serem separadas dos filhos e mudarem de identidade várias vezes ao longo dos anos. A história de algumas destas mulheres estão agora reunidas num livro que acaba de ser lançado.