sicnot

Perfil

Desporto

Pedro Proença diz que Portugal tem a Liga de futebol mais competitiva da Europa

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Pedro Proença, afirmou hoje que Portugal tem a Liga mais competitiva da Europa, sublinhando que, a três jornadas do fim, ainda não é conhecido o campeão.

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. (Arquivo)

Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. (Arquivo)

Fernando Veludo / Lusa

"Temos a Liga mais competitiva de Europa. Conseguimos que, a faltarem três jornadas para o termino da mesma, não sabemos quem é o campeão. Não sabemos quem são as equipas que vão às competições europeias nem as que descem. Vai ser ate ao último minuto", começou por explicar o dirigente, à margem do Estoril Open de ténis.

Pedro Proença realçou que, enquanto presidente da LPFP, se sente "bastante satisfeito pela capacidade de futebol e talento que a liga portuguesa consegue gerar".

Sobre o encontro entre FC Porto e Sporting, no sábado, da 32.ª e antepenúltima jornada do campeonato, o líder máximo da Liga espera um festa bonita e que os adeptos saiam felizes do estádio.

"Amanhã [sábado] vamos ter grandes equipas e uma organização brutal, que vai proporcionar um espetáculo único. Quem for ao Dragão, espero que saia extremamente satisfeito", reiterou.

Questionado sobre a escolha do árbitro Artur Soares Dias para o 'clássico', Pedro Proença frisou que "são decisões do Concelho de Arbitragem", baseadas no "mérito dos árbitros".

Relativamente à final da Taça da Liga, Proença garantiu que "na segunda-feira será anunciada a data exata" e que Coimbra será o palco, numa"grande festa e promoção ao futebol".

A terminar, Pedro Proença confessou que, "enquanto miúdo", jogou ténis durante muito tempo, admitindo também, "jogar sempre que possível com amigos".

Lusa

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite