sicnot

Perfil

Desporto

Feridos no Rali de Santo Tirso deverão ter alta em breve

Os seis espetadores colhidos ao início da tarde por um dos veículos participantes no Rali de Santo Tirso "não inspiram cuidados" e deverão ter "alta em breve", disse à agência Lusa fonte do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Segundo o chefe de equipa da urgência da Unidade de Santo Tirso daquele centro hospitalar, os feridos apenas foram para ali transportados "por precaução" e para "fazer alguns exames clínicos", mas "estão todos bem".

"Prevejo alta para breve", acrescentou.

Os seis espetadores ficaram feridos na sequência do despiste, pelas 14:50 em Monte Córdova, de um dos veículos em prova no Rali de Santo Tirso, tendo na altura o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto referido que uma das vítimas seria grave.

Conforme adiantou à agência Lusa fonte dos Bombeiros Tirsenses, os espetadores foram colhidos por um dos veículos em prova, que se despistou, "virando à esquerda quando a prova virava à direita".

Os espetadores, acrescentou, encontravam-se num local "com bastante gente" e aparentemente sem perigo, onde "não era previsível" que pudessem ser atingidos.

O acidente ocorreu durante a 5.ª e última prova do rali, cujo percurso era Assunção/Valinhas.

Lusa

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.