sicnot

Perfil

Desporto

Cristiano Ronaldo elogia Zidade e pede a continuidade do francês no Real Madrid

O futebolista português Cristiano Ronaldo elogiou hoje o treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, afirmando que se sente mais importante desde a chegada do francês e que, por esse motivo, o treinador merece continuar a orientar o clube 'merengue'.

© Reuters Staff / Reuters

"Creio que, com Zidane, nos sentimos mais valiosos. Sentimos o seu carinho. Já o admirava como jogador e agora também como treinador, pela maneira de ser e de orientar os jogadores. Sabemos que está em fase de adaptação, mas as coisas têm corrido bem. É um treinador que gostaria que continuasse no Real Madrid", disse o português, que tem estado afastado da competição devido a sobrecarga muscular.

O capitão da seleção nacional regressou hoje aos treinos no Real Madrid, depois de ter ficado fora dos últimos três jogos da equipa espanhola, e deverá ser aposta para a segunda mão da meia-final da Liga dos Campeões (depois da igualdade sem golos), frente ao Manchester City, não escondendo a confiança perante o obstáculo de quarta-feira.

"Sabemos que teremos um desafio complicado, mas tudo é possível. Eliminar o Paris Saint-Germain não é uma tarefa fácil e eles conseguiram-no. A 'Champions' é uma competição única e cada jogo é como se fosse o primeiro. A prioridade é ganhá-la", afirmou.

Com o Real Madrid em busca da 11.ª conquista na Liga dos Campeões, Ronaldo garantiu que vencer a competição em 2014, em Lisboa, teve um significado 'especial', não deixando de valorizar a reviravolta frente ao Wolfsburgo, como um dos momentos altos desta época.

"Foi um jogo muito importante. Uma noite especial. Tínhamos que ganhar com três golos de vantagem [o Real Madrid perdera fora, por 2-0] e eu marquei os três. Tinha de ser uma exibição perfeita e foi o que aconteceu", esclareceu o avançado, que conta com 16 golos na prova europeia, a um do melhor registo, que também lhe pertence.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.