sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Lorenzo com porta aberta para regressar à Yamaha

O diretor da Yamaha assegurou hoje que o espanhol Jorge Lorenzo, atual campeão mundial de motociclismo, terá "sempre a porta aberta" na equipa japonesa e poderá regressar quando terminar o seu contrato com a Ducati, em 2019.

© Issei Kato / Reuters

"Não vejo nenhuma razão para que, no futuro, Lorenzo não possa regressar. Uma das melhores coisas da Yamaha é que mantém uma excelente relação com antigos pilotos. Se decidir regressar, será muito bem-vindo", afirmou Lin Jarvis em entrevista à revista Autosport.

Na semana passada, Lorenzo anunciou que vai trocar a marca nipónica pelos italianos da Ducati, pela qual competira em 2017 e 2018. Além do título que ostenta, o espanhol foi também campeão do mundo em 2010 e 2012, sempre pela Yamaha, pela qual se estreou de MotoGP em 2008, tendo vencido 41 corridas e subido 99 vezes ao pódio, em 141 provas.

A Yamaha já confirmou que continuará com Valentino Rossi, sete vezes campeão do Mundo de MotoGP e que que recentemente renovou o seu contrato com a marca japonesa até 2018, faltando agora revelar quem será o seu parceiro a partir de 2017.

Além dos três títulos mundiais em MotoGP, Jorge Lorenzo foi campeão de 250 cc em 2006 e 2007.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.