sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Lorenzo com porta aberta para regressar à Yamaha

O diretor da Yamaha assegurou hoje que o espanhol Jorge Lorenzo, atual campeão mundial de motociclismo, terá "sempre a porta aberta" na equipa japonesa e poderá regressar quando terminar o seu contrato com a Ducati, em 2019.

© Issei Kato / Reuters

"Não vejo nenhuma razão para que, no futuro, Lorenzo não possa regressar. Uma das melhores coisas da Yamaha é que mantém uma excelente relação com antigos pilotos. Se decidir regressar, será muito bem-vindo", afirmou Lin Jarvis em entrevista à revista Autosport.

Na semana passada, Lorenzo anunciou que vai trocar a marca nipónica pelos italianos da Ducati, pela qual competira em 2017 e 2018. Além do título que ostenta, o espanhol foi também campeão do mundo em 2010 e 2012, sempre pela Yamaha, pela qual se estreou de MotoGP em 2008, tendo vencido 41 corridas e subido 99 vezes ao pódio, em 141 provas.

A Yamaha já confirmou que continuará com Valentino Rossi, sete vezes campeão do Mundo de MotoGP e que que recentemente renovou o seu contrato com a marca japonesa até 2018, faltando agora revelar quem será o seu parceiro a partir de 2017.

Além dos três títulos mundiais em MotoGP, Jorge Lorenzo foi campeão de 250 cc em 2006 e 2007.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14