sicnot

Perfil

Desporto

Ederson do Benfica convocado para a Copa América

O guarda-redes brasileiro do Benfica Ederson está entre os 23 convocados do Brasil para a Copa América, anunciou hoje a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

Ederson, habitual titular na seleção olímpica do Brasil, foi promovido à seleção principal, numa escolha em que o técnico Dunga deixou de fora o avançado Jonas, também do Benfica, que tinha integrado a ultima convocatória.

O guarda-redes do Benfica, de 22 anos, assumiu a titularidade na baliza encarnada no dérbi com o Sporting (vitória das águias por 1-0), no Estádio José Alvalade, em Lisboa, por lesão do compatriota Júlio César, que foi titular do Brasil no Mundial2014.

A Copa América vai ser disputada entre 3 e 26 de junho, nos Estados Unidos.

Ederson é o único jogador da I Liga a ser chamado por Dunga, que, desta vez, optou por deixar de fora o melhor marcador do campeonato, o avançado Jonas, depois de ter contado com ele nos jogos disputados em março.

A bota de ouro, troféu que distingue o melhor marcador na Europa, foi até há pouco tempo liderada por Jonas, que ocupa agora o segundo lugar, com os mesmos 31 golos de Cristiano Ronaldo (Real Madrid) e a quatro de Luís Suárez (FC Barcelona), com 35.

Nos convocados para a Copa América, o técnico brasileiro chamou também Elias, ex-médio do Sporting e atualmente no Corinthians, e Casemiro (Real Madrid) e Hulk (Zenit), antigos jogadores do FC Porto.

Fora das opções ficaram Kaká, atualmente na Liga norte-americana, no Orlando City, ou Oscar, do Chelsea, bem como Lucas Moura (Paris Saint-Germain), Ganso (São Paulo), Danilo (Real Madrid) ou David Luiz (Paris Saint-Germain).

Da equipa canarinha já se sabia que o capitão Neymar, do FC Barcelona, não seria opção, tendo em conta que, após conversas com os catalães, o jogador apenas seria opção para os Jogos Olímpicos.

Na Copa América, troféu que o Brasil não conquista desde 2007 -- o campeão em título é o Chile -, a seleção canarinha integra o Grupo B, juntamente com o Peru, Haiti e Equador.

Lusa