sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa pela primeira vez nos quartos de um Masters 1000

O tenista português João Sousa avançou hoje pela primeira vez na sua carreira para os quartos de final de um Masters 1000, ao derrotar o norte-americano Jack Sock, em três sets, em Madrid.

JUANJO MARTIN/ EPA

No encontro dos oitavos de final, o número um nacional, que na próxima semana vai entrar pela primeira vez no top 30, impôs-se ao 26.º jogador ATP, pelos parciais de 6-1, 6-7 (3-7) e 6-2.

Diante do encontro mais importante da sua carreira num Masters 1000, João Sousa começou mal, enfrentou cinco break-points no seu primeiro jogo de serviço, salvando-os a todos - e mostrou-se tão focado como nas rondas anteriores e determinado a escrever mais um capítulo na sua história no ténis.

Implacável com a sua direita, o português nunca deixou Sock, que aparentou estar desconcentrado no início do encontro, falando permanentemente sozinho, entrar no jogo e tornou o primeiro parcial um verdadeiro passeio.

Depois de quebrar o serviço do norte-americano logo no segundo jogo do encontro, o número um nacional voltou a somar novo break no sexto jogo, para conquistar o primeiro set por 6-1, em 33 minutos.

Com uma tática perfeita, Sousa obrigou o 26.º jogador mundial, que na noite anterior tinha jogado quase até de madrugada frente ao argentino Juan Martin del Potro, a correr e a cometer erros não forçados.

O domínio do português continuou no início do segundo parcial, com o vimaranense a conseguir o break no terceiro jogo para ficar no comando. Mas Sock recompôs-se, aumentou os níveis de consistência e, finalmente, quebrou o jogo do adversário para empatar 3-3.

O revés não fez João Sousa esmorecer, com o jogador luso a aguentar a pressão, salvando dois set points quando servia para fazer o 6-6 e levar a decisão para tie-break.

Aí, o jovem norte-americano esteve irrepreensível, servindo a grande nível para vencer o tie-break por 7-3.

A perda do set não desanimou Sousa, que recuperou o ascendente e, sem hesitações, rapidamente chegou ao comando do derradeiro parcial.

A liderar com um break de vantagem desde o segundo jogo, o luso nunca permitiu veleidades no seu serviço e acabou por garantir o triunfo no jogo de Sock, que somou 37 erros não forçados no encontro (contra 19 do seu adversário).

Ao primeiro match-point, o jogador radicado em Barcelona pode, por fim, celebrar, depois de duas horas e 15 minutos de encontro, mais um feito na sua história pessoal, que agora o colocada em rota de colisão com o rei da terra batida, o espanhol Rafael Nadal, número cinco mundial, nos quartos de final.

Com a caminhada gloriosa na terra batida de Madrid, o melhor jogador português de sempre - é expectável que segunda feira volte a estabelecer um novo máximo na carreira, entrando no top 30 do ranking ATP -, Sousa distanciou-se de Frederico Gil, com quem partilhava o recorde de maior número de vitórias em torneios Masters 1000 (9), passando agora a somar 12.

Curiosamente, o vimaranense de 27 anos seguiu hoje as pegadas de Gil, ao tornar-se o segundo tenista nacional a chegar aos quartos de final de um Masters 1000. O tenista lisboeta foi eliminado nos 'quartos' de Monte Carlo em 2011, pelo então número quatro do mundo, o britânico Andy Murray.

Lusa

  • Pagaram 10 libras por diamante que vale milhares

    Mundo

    Há 30 anos um comprador adquiriu um anel de diamantes de 26.27 quilates por apenas 10 libras (cerda de 11 euros) numa feira em Isleworth, no oeste Londres. O proprietário passeou durante três décadas com uma peça que valia cerca de 350.000 libras (407.000€) e não sabia. Confessa que até a usava durante as tarefas domésticas.

    SIC

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.

  • Caçador morre esmagado por elefante

    Mundo

    Um famoso caçador morreu na sexta-feira após ser esmagado por um elefante quando estava a caçar. A morte foi confirmada pelas autoridades do Zimbabué, que adiantaram ainda que o animal foi morto por um dos caçadores do grupo de Theunis Botha.