sicnot

Perfil

Desporto

Minuto de silêncio nos jogos da Liga em homenagem a Paulo Paraty

Os jogos das próximas jornadas da I Liga (33.ª) e II Liga de futebol (45.ª) serão antecedidos de um minuto de silêncio em homenagem ao antigo árbitro internacional Paulo Paraty, que morreu na quarta-feira, aos 53 anos.

(Arquivo/SIC)

(Arquivo/SIC)

"Com este ato, a Liga Portugal presta uma sentida homenagem a Paulo Paraty, que dignificou durante vários anos o futebol e a arbitragem", lê-se numa nota hoje publicada pelo organismo.

Paulo Paraty, que era natural do Porto, chegou ao estatuto de árbitro internacional, tendo dirigido partidas das fases de qualificação dos campeonatos do Mundo e da Europa, assim como da Liga dos Campeões.

Antigo quadro da Associação de Futebol do Porto, Paraty retirou-se dos relvados em 2008 e era filho de outro antigo árbitro de futebol, Armando Paraty, ambos nomeados sócios de mérito federativo em junho de 2015.

O antigo árbitro foi internacional entre 1996 e 2007 e apitou um total de 218 jogos da I Liga.

O funeral realiza-se hoje, às 15:30, para o Cemitério de Agramonte, no Porto.

Lusa

  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08
  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.