sicnot

Perfil

Desporto

Berlusconi admite vender AC Milan mas prefere deixá-lo em "mãos italianas"

O presidente do AC Milan, Silvio Berlusconi, admitiu hoje, numa mensagem em vídeo, a possibilidade de vender o clube, mas que prefere deixá-lo "em mãos italianas".

Silvio Berlusconi

Silvio Berlusconi

© Stefano Rellandini / Reuters

A intervenção do antigo primeiro-ministro acontece no dia em que três órgãos de comunicação social de Itália asseguram que o grupo Fininvest, propriedade de Berlusconi, está em conversações avançadas para a venda do clube milanês a um grupo de investidores chineses.

"Aos que me dizem que é preciso vender, eu respondo: estou a tentar fazê-lo há um ano", explicou Berlusconi na mensagem colocada na sua página oficial na rede social Facebook.

O presidente da Fininvest disse ainda: "Quero deixar o AC Milan em boas mãos, que assegurem jogadores de primeira grandeza, no futuro, pelo que é preferível deixá-lo em mãos italianas".

Segundo a imprensa italiana, as negociações em curso com investidores chineses passam pela aquisição imediata de 70 por cento da sociedade e dos restantes 30 daqui a um ano, sendo que o AC Milan está avaliado em 700 milhões de euros.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.