sicnot

Perfil

Desporto

Dínamo de Bucareste confirma morte de Patrick Ekeng

O Dínamo de Bucareste confirmou hoje a morte do internacional camaronês Patrick Ekeng, que desfaleceu em campo durante um jogo do campeonato romeno de futebol.

O internacional dos Camarões, de 26 anos, caiu inanimado no relvado sete minutos depois de ter entrado em campo, sem que tivesse havido qualquer contacto com adversários, durante o jogo frente ao Viitorul Constanta.

Ekeng, que foi contratado pelo Dínamo em janeiro último, ainda foi levado de urgência para o hospital, onde os médicos tentaram tudo para o reanimar, sem êxito, porém.

"As tentativas de reanimação prolongaram-se durante uma hora e meia, mas não foram surtiram efeito", disse o médico do Dínamo, Liviu Paltinean, em declarações aos jornalistas.

Muitos adeptos do clube de Bucareste juntaram-se em frente ao hospital até altas horas da noite para expressar seu pesar pela morte do jogador.

"Não posso acreditar, é um pesadelo. Para mim, para a equipa e para todos os adeptos do Dínamo. É demais", disse o diretor executivo do Dínamo, Ionel Danciulescu.

A morte de Ekeng traz à memória a do seu compatriota Marc-Vivien Foe, que morreu vitimado por um ataque cardíaco em 2003, quando jogava uma partida da Copa das Confederações frente à Colômbia, no Estádio Gerland, em Lyon, França.

Mais recentemente, o defesa Grégory Mertens morreu três dias depois de sofrer um ataque cardíaco ao serviço da equipa belga do Lokeren, em 2015.

Antes de ingressar no Dínamo de Bucareste, Ekeng representou vários clubes europeus, tendo estado ao serviço do Le Mans, na II Liga francesa, entre 2009 e 2013, de onde se transferiu para o Lausanne, da Suíça, na época 2013/14 e deste para os espanhóis do Córdoba, no qual iniciou a época 2014/15 até se transferir em janeiro para o Dínamo de Bucareste.

"Não há palavras para expressar a nossa tristeza pela morte de Patrick Ekeng. Lamentamos profundamente a sua perda. Nunca te esqueceremos, amigo. RIP [descansa em paz]", escreveu o Córdoba, anterior clube do camaronês, uma mensagem no 'twitter'.

Lusa

  • Jogadores que morreram em campo

    Desporto

    O médio camaronês Patrick Ekeng, do Dínamo de Bucareste, morreu durante um jogo do campeonato romeno, depois de ter caído inanimado em campo. Em Portugal, vários jogadores já morreram enquanto jogavam ou durante os treinos. Pavão, do FC Porto, Miklós Fehér e Bruno Baião, do Benfica, são nomes que dificilmente serão esquecidos.

  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato. 

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.