sicnot

Perfil

Desporto

Greve leva governo a adiar final da Taça da Grécia de futebol

O governo grego decidiu adiar a final da Taça da Grécia, prevista para sábado, entre o Olympiacos, treinado pelo português Marco Silva, e o AEK Atenas, alegando falta de segurança para o jogo.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

reuters

"Por decisão do ministro do Desporto, Stavros Kontonis, a final da Taça da Grécia é adiada, a pedido da polícia grega e do Comité Contra a Violência", refere a nota do gabinete do ministro.

Devido a uma greve dos sindicatos, agendada para sábado, a polícia grega entende não ter capacidade de resposta para dar uma proteção adequada na final.

Em todo o caso, a final deveria disputar-se sem espetadores, depois de o ministro ter cedido à pressão da UEFA e da FIFA para que a competição se realizasse, mesmo após ter anunciado o seu cancelamento devido a confrontos na meia-final.

De acordo com a imprensa grega, a decisão de Kontonis, de adiamento, acontece também devido à polémica da Federação grega, em nomear dois árbitros auxiliares que nunca trabalharam com o árbitro escolhido, Anasthasious Siridipoulos.

O treinador Marco Silva levou esta época o Olympiacos ao seu sexto título consecutivo de campeão.

Lusa

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00