sicnot

Perfil

Desporto

Leicester oferece aos adeptos pizza e cerveja em dia de festejos do título

O Leicester, novo e inédito campeão inglês de futebol, anunciou hoje que no sábado, antes do jogo com o Everton, convidará os seus adeptos para beberem cerveja e comerem pizza.

© Reuters Staff / Reuters

Aos 33.000 espetadores esperados na casa do Leicester, o King Power Stadium, será dada uma garrafa de cerveja ou água e um cupão que possa ser trocado por uma pizza.

A ideia tem origem na promessa do treinador Claudio Ranieri, que, em determinado momento da época, convidou os seus jogadores a comerem pizza, que eles próprios confecionaram, caso conseguissem não sofrer golos.

No sábado, os adeptos dos 'foxes' vão receber um cupão de uma conhecida cadeia de pizzas, que se associou à iniciativa, o qual poderão trocar num dos seus estabelecimentos, pelas variedades de pepperoni, margarita, hawaiana, barbecue ou frango.

Além desta oferta, o Leicester entrega aos adeptos com bilhete para a receção ao Everton uma cerveja ou uma garrafa de água, cortesia de uma empresa tailandesa, a patrocinadora oficial do clube.

O Leicester, fundado em 1882 e campeão pela primeira vez, tem prevista uma festa para o jogo de sábado, dia em que receberá o troféu de campeão, a duas jornadas do final, e na mesma participará o tenor italiano Andrea Bocelli.

O cantor cumprirá a promessa que fez ao técnico Claudio Ranieri, seu compatriota, que atuaria caso fossem campeões, e deverá cantar no King Power Stadium temas como 'Nessun Dorma' e 'Com te partiró'.

Lusa

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.