sicnot

Perfil

Desporto

Arouca qualifica-se pela primeira vez para as taças europeias de futebol

O Arouca conquistou hoje pela primeira vez na sua história um lugar nas taças europeias de futebol, face ao desaire do Rio Ave (1-3 com o FC Porto), um dia depois da derrota do Paços de Ferreira.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

A formação comandada por Lito Vidigal, que se desloca na segunda-feira ao reduto do Estoril-Praia, já garantiu, no mínimo, que acabará o campeonato no sexto lugar, que dá acesso às pré-eliminatórias da Liga Europa.

O conjunto do distrito de Aveiro segue no quinto lugar, com 52 pontos, contra 48 do Paços de Ferreira, derrotado sexta-feira por 4-1 na receção ao Tondela, 47 do Rio Ave e 46 do Estoril-Praia.

O sexto lugar vale um lugar na Liga Europa uma vez que os finalistas da Taça de Portugal são o FC Porto (terceiro colocado, com 70 pontos), que já garantiu um lugar no 'play-off' de acesso à Liga dos Campeões, e o Sporting de Braga (quarto, com 57), certo na fase de grupos da Liga Europa.

O Arouca está a cumprir apenas a terceira presença na I Liga, sendo que já garantiu a sua melhor classificação de sempre, depois do 12.º posto de 2013/14 e do 16.º de 2014/15.

Após 32 encontros, os arouquenses somam 13 vitórias, incluindo uma sobre o Benfica (1-0, em Aveiro) e outra face ao FC Porto (2-1, no Dragão), 13 empates e seis derrotas, com 44 golos marcados e 35 sofridos.

O Sporting (dois desaires) e o líder Benfica (quatro) são as únicas equipas que perderam menos vezes do que a equipa de Lito Vidigal.

Lusa

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46