sicnot

Perfil

Desporto

Estaleiro e base de treinos da Volvo Ocean Race será em Lisboa

A organização da escala em Lisboa da Volvo Ocean Race anunciou hoje que o estaleiro e base de treinos da regata em 2017 será na capital, que quer ser o local de partida e base permanente da prova.

© Rafael Marchante / Reuters

Para além da primeira etapa, que começa em Alicante, terminar em Lisboa, em outubro de 2017, o destaque vai para o facto de o estaleiro de toda a regata ser sedeado na Doca de Pedrouços, desde a manutenção dos barcos ao centro de treinos, que fará com que as embarcações estejam na capital portuguesa praticamente durante toda a competição.

Para além das inovações apresentadas, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, disse não descansar enquanto a cidade não se tornar base permanente da prova.

"Esta prova tem um caráter estratégico para Lisboa. Este dia marca um renovar de compromisso. Nesta edição, vamos ter mais Volvo Ocean Race, a mesma aventura, centralidade e dinâmica, mas reforçada com uma instalação permanente. A Volvo deixa de ser circunstancial, deixa de ser um ponto de acolhimento, mas passa a ser a base. Não descansaremos enquanto não fizermos de Lisboa a base permanente e local de partida da Volvo. Acho que Lisboa tem tudo e justifica a aposta", vincou.

Presente na apresentação da regata, o CEO da Volvo Ocean Race, António Bolãnos, elogiou o profissionalismo da cidade e destacou o apoio que a regata tem dado ao desenvolvimento económico de Lisboa.

"Lisboa tem dado grandes alegrias à Volvo Ocean Race, tem-se demonstrado muito profissional na organização e a Volvo tem ajudado a cidade a nível económico. Lisboa converteu-se numa grande cidade de negócios. O centro de manutenção dos barcos para Lisboa mostram mais uma vez os laços que nos unem, que contribuem para incrementar o impacto a todos os níveis", afirmou.

Já José Pedro Amaral, responsável pelo stopover em Lisboa, explicou que a aposta no centro de treinos e manutenção vai fazer com que existam "novas formas de fazer negócio".

" A base de treinos e de manutenção faz com que Lisboa redescubra o mundo, há um trajeto comercial de empresas, companhias, novos parceiros, novas formas de fazer negócio. Vamos ter um stopover de quase um ano e não 14 dias como no último ano da prova. Com a base de treinos e reparação vão ser muitos velejadores, patrocinadores, empresas em Lisboa, é um oceano de oportunidades que temos de aproveitar", sublinhou.

Ainda com cidades por fechar, certas serão as passagens por Alicante, Lisboa, Auckland, Cidade do Cabo, Cardiff, Gotemburgo, Hong Kong, Newport e Haia.

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC