sicnot

Perfil

Desporto

Mark Clattenburg arbitra final da Liga dos Campeões

A UEFA nomeou esta terça-feria o árbitro inglês Mark Clattenburg para dirigir a final da Liga dos Campeões de futebol a 28 de maio em Milão, Itália, entre os rivais espanhóis do Real Madrid e Atlético de Madrid.

© Stefan Wermuth / Reuters

O juiz de 41 anos é internacional desde 2007 e esta época arbitrou seis desafios da liga milionária, incluindo a primeira mão da meia-final entre Atlético de Madrid e Bayern de Munique (1-0).

Clattenburg será auxiliado pelos compatriotas Simon Beck e Jake Collin, enquanto o húngaro Viktor Kassai será o quarto árbitro.

Para a final da Liga Europa, a 18 de maio em Basileia, Suíça, entre os ingleses do Liverpool e os espanhóis do Sevilha, a UEFA escolheu o sueco Jonas Eriksson, de 42 anos e internacional desde 2002.

Esta época Eriksson foi responsável por cinco desafios da Liga dos Campeões e um da Liga Europa, nomeadamente o Sporting de Braga - Shakhtar Donetsk (1-2).

O sueco será auxiliado pelos compatriotas Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark, enquanto o norueguês Svein Moen será o quarto árbitro.

Para a final da Liga dos Campeões feminina, entre as alemãs do Wolfsburgo e as francesas do Lyon, em Reggio Emilia, Itália, foi designada a húngara Katalin Kulcsár, internacional desde 2005 e que esta época arbitrou três encontros da Liga dos Campeões feminina.

Katalin será apoiada pelas compatriotas Judit Kulcsár e Andrea Hima, com o quarto árbitro a ser igualmente magiar, Gyöngyi Gaál.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48