sicnot

Perfil

Desporto

Ministro dos Desportos da Indonésia quer contratar Mourinho

O ministro da Juventude e Desportos da Indonésia, Imam Nahrawi, revelou hoje estar em conversações que visam contratar o português José Mourinho para treinar a seleção de futebol daquele país asiático.

José Mourinho

José Mourinho

© Reuters Staff / Reuters

Citado pela agência de notícias Antara, Imam Nahrawi revelou ter já falado com o Presidente da Indonésia, Joko Widodo, e o líder do comité olímpico do país, Erick Thohir, embora admita que "não é um assunto fácil".

Segundo o ministro, um dos maiores entraves para a concretização do negócio poderá ser o salário de Mourinho, cuja fasquia está fixada nos 15 milhões de euros por ano.

Como plano B, Imam Nahrawi aponta para o holandês Guus Hiddink, que substituiu Mourinho no Chelsea quando o português foi demitido do clube londrino, em meados de dezembro do ano passado.

A Federação Indonésia de Futebol encontra-se suspensa pela FIFA por ingerências do Governo, um castigo que impede a seleção de participar nas fases de apuramento para o Mundial de 2018 e para a Taça Asiática de 2019.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.