sicnot

Perfil

Desporto

Djokovic derrota Nadal e apura-se para as meias-finais dos Masters 1000 de Roma

O sérvio Novak Djokovic, número um mundial, qualificou-se hoje para as meias-finais do Masters 1000 de Roma, ao derrotar o espanhol Rafael Nadal, quinto da hierarquia, por 7-5, 7-6 (7-4).

© Alessandro Bianchi / Reuters

Após uma longa batalha de duas horas e 25 minutos, o sérvio conseguiu a sétima vitória consecutiva sobre Nadal, vencendo o 13.º set consecutivo ao espanhol.

Nadal até chegou a estar em vantagem no primeiro set, depois de quebrar o serviço a Djokovic no quinto jogo, mas acabou por permitir dois breaks ao sérvio, que fechou o primeiro parcial por 7-5.

No segundo set, o espanhol quebrou o serviço ao adversário logo a abrir e, com 5-4 no marcador, dispôs de cinco pontos para fechar o parcial, mas acabou por perder o seu serviço, cedendo o encontro no tie-break, por 7-4.

No confronto direto entre os dois tenistas, Djokovic passou a somar 26 triunfos contra 23 do espanhol, que, apesar de ter perdido os últimos três encontros em terra batida, continua com larga vantagem nessa superfície (13 triunfos contra sete).

Na próxima ronda, Nole vai defrontar o vencedor do encontro entre o austríaco Dominic Thiem, 15.º do ranking, e o japonês Kei Nishikori, sexto.

Na outra meia-final, vão defrontar-se o britânico Andy Murray, segundo cabeça de série, e o francês Lucas Pouille, que afastaram, respetivamente, o belga David Goffin, 12.º pré-designado, e o argentino Juan Monaco, que desistiu.

Lusa

  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Bastonário dos médicos diz que a classe deixou de acreditar no ministro da Saúde
    2:24

    País

    Desde Março do ano passado que perto de mil médicos especialistas aguardam colocação nos hospitais. O concurso, prometido várias vezes pelo ministro da Saúde, não abriu ainda por falta de autorização do Ministério das Finanças. Amanhã, quinta-feira, um grupo destes médicos vai à Assembleia da República entregar uma carta que entretanto já seguiu para os ministros da Saúde e Finanças.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25