sicnot

Perfil

Desporto

Djokovic derrota Nadal e apura-se para as meias-finais dos Masters 1000 de Roma

O sérvio Novak Djokovic, número um mundial, qualificou-se hoje para as meias-finais do Masters 1000 de Roma, ao derrotar o espanhol Rafael Nadal, quinto da hierarquia, por 7-5, 7-6 (7-4).

© Alessandro Bianchi / Reuters

Após uma longa batalha de duas horas e 25 minutos, o sérvio conseguiu a sétima vitória consecutiva sobre Nadal, vencendo o 13.º set consecutivo ao espanhol.

Nadal até chegou a estar em vantagem no primeiro set, depois de quebrar o serviço a Djokovic no quinto jogo, mas acabou por permitir dois breaks ao sérvio, que fechou o primeiro parcial por 7-5.

No segundo set, o espanhol quebrou o serviço ao adversário logo a abrir e, com 5-4 no marcador, dispôs de cinco pontos para fechar o parcial, mas acabou por perder o seu serviço, cedendo o encontro no tie-break, por 7-4.

No confronto direto entre os dois tenistas, Djokovic passou a somar 26 triunfos contra 23 do espanhol, que, apesar de ter perdido os últimos três encontros em terra batida, continua com larga vantagem nessa superfície (13 triunfos contra sete).

Na próxima ronda, Nole vai defrontar o vencedor do encontro entre o austríaco Dominic Thiem, 15.º do ranking, e o japonês Kei Nishikori, sexto.

Na outra meia-final, vão defrontar-se o britânico Andy Murray, segundo cabeça de série, e o francês Lucas Pouille, que afastaram, respetivamente, o belga David Goffin, 12.º pré-designado, e o argentino Juan Monaco, que desistiu.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15