sicnot

Perfil

Desporto

PSP cria locais de revista no Marquês de Pombal para a festa do título

A Polícia de Segurança Pública (PSP) explicou hoje que vai criar cinco pontos de revista e acesso ao Marquês de Pombal para os festejos do título de campeão de futebol.

Arquivo

Arquivo

LUSA

Em conferência de imprensa, a PSP também referiu que a praça estará interdita entre as 17:00 e as 19:00 horas.

"Vai ser criado um perímetro com cinco pontos de acesso à praça Marquês de Pombal. Vai ser feita segurança como se de um estádio se tratasse, de forma a evitar problemas. No interior do perímetro da zona vedada, os estabelecimentos estarão encerrados. Poderá haver venda de bebidas, mas nunca garrafas que possam ser arremessadas", afirmou o Comissário Sérgio Soares.

O mesmo responsável explicou também que, entre as 17:00 e as 19:00, a praça estará vedada, mas sublinhou que a preocupação da PSP não se prende apenas com esse local.

"Teremos um dispositivo no local. Entre as 17:00 e 19:00, a praça estará vedada. É normal que na cidade se encontrem adeptos dos dois clubes, teremos polícias em toda a cidade, não estamos preocupados só com o Marquês, mas sim com toda a cidade", vincou.

Com as estações de metro do Marquês de Pombal e Parque encerradas, o Comissário fez alguns apelos aos adeptos, nesta que é uma operação "nacional".

"Quem se deslocar poderá ser revistado por questões de segurança. Não vamos permitir material pirotécnico. Pedimos que as pessoas não se desloquem com grandes mochilas, vamos estar atentos por toda a cidade. Esta é uma operação de nível nacional, que envolve todas as capitais de distrito", acrescentou.

Já o intendente Hugo Palma explicou que, por questões de segurança, pode ser limitado o acesso a adeptos no Marquês de Pombal.

"O Marquês é um espaço público, se em algum momento entendermos que há uma excessiva aglomeração de pessoas, podemos limitar o acesso", reiterou.

Já o vereador da Câmara Municipal de Lisboa Carlos Castro garantiu que vão ser recolhidos os materiais de obras que possam ser arremessados.

"A Câmara está a cumprir, a via está a ser devidamente limpa, as questões maiores estão a ser tratadas e, no domingo, procederemos à remoção de tudo. Teremos de aguardar para apurar quem será o campeão. Quanto à disposição no palco no Marquês, vai ser um palco que permita a festa a qualquer a uma das duas equipas. Veremos se é um palco ou não, mas será diferente do ano passado", disse.

O vereador confirmou também que na próxima segunda-feira "haverá uma receção ao clube vencedor nos paços do concelho", às 18:00.

No domingo, a partir das 17:00, Benfica e Sporting podem sagrar-se campeões da edição 2015/16 da I Liga, bastando aos 'encarnados' vencer na receção ao Nacional, enquanto os 'verdes e brancos' necessitam de ganhar no terreno do Sporting de Braga e que os bicampeões percam pontos.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.