sicnot

Perfil

Desporto

Exército detona de forma controlada pacote encontrado em Old Trafford

Uma brigada do exército britânico detonou hoje de forma controlada o pacote suspeito encontrado em Old Trafford, estádio do Manchester United, que motivou o cancelamento do jogo da última jornada da Liga inglesa de futebol, diante do Bournemouth.

© Reuters Staff / Reuters

O alerta foi dado cerca de 20 minutos antes do início da partida, previsto para as 15:00, e o recinto, com cerca de 75.000 espetadores presentes, teve de ser evacuado. Duas horas depois, elementos do exército fizeram explodir o objeto não identificado.

"Especialistas em desativação de bombas levaram a cabo uma explosão controlada em Old Trafford de algo descrito como incrivelmente parecido com um engenho explosivo", comunicou a polícia de Manchester.

Antes, o Manchester United tinha anunciado o cancelamento do encontro, na rede social Twitter, indicando que os adeptos já estavam a sair do estádio e a pedir que as pessoas evitassem deslocar-se para a área do estádio.

O clube comunicou ainda que a evacuação dos adeptos decorreu de forma faseada e pacífica, naquele que é o segundo incidente, na mesma semana, depois de na terça-feira o jogo no terreno do West Ham ter começado com 45 minutos de atraso, após um ataque ao autocarro do Manchester United.

O Manchester United defronta o Crystal Palace no sábado, para a final da Taça de Inglaterra, e fica por decidir a realização do último jogo da liga, com a equipa do holandês Van Gaal a precisar de pontuar para ser quinto classificado e entrar, de forma direta, na fase de grupos da Liga Europa.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19