sicnot

Perfil

Desporto

Mark Pieth acusa Infantinno do "mesmo autoritarismo" de Blatter

Mark Pieth, um dos juristas que promoveu o plano de reformas na FIFA, acusou hoje o presidente do organismo, Gianni Infantino, de recorrer ao "mesmo autoritarismo" do seu antecessor, Joseph Blatter.

© Arnd Wiegmann / Reuters

Um dia depois da demissão de Domenico Scala da presidência da Comissão de Auditoria da FIFA, Mark Pieth, um dos colaboradores do presidente demissionário, disse à agência AFP que "caiu a máscara" a Gianni Infantino.

"[Infantinno] Está a mostrar as suas reais motivações e a sua verdadeira personalidade. Estão a regressar os piores tempos do 'Blatterismo'. Caiu a máscara", acusou o jurista suíço.

Domenico Scala demitiu-se do cargo em protesto contra medidas que considerou ameaçarem a independência deste órgão.

Esta decisão foi tomada depois de Gianni Infantino ter transferido para o Comité Executivo a competência de nomear ou demitir os presidentes das comissões de Ética ou Auditoria, o que, para Scala, "priva esses organismos da sua independência" e também "destrói um dos principais motivos das reformas".

Segundo Scala, com a decisão tomada em Congresso, na Cidade do México, é possível ao Comité Executivo "interferir, a qualquer momento, nas investigações".

Mark Pieth lembrou que as investigações do Comité de Auditoria tiveram sempre a "intervenção velada" de Blatter, sempre que apontavam para alguém próximo do ex-presidente.

O jurista insistiu que Infantinno "está a tentar ter controlo absoluto" com a decisão tomada no último Congresso.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30, marcando o reinício da sessão para as 14:15. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.