sicnot

Perfil

Desporto

Mark Pieth acusa Infantinno do "mesmo autoritarismo" de Blatter

Mark Pieth, um dos juristas que promoveu o plano de reformas na FIFA, acusou hoje o presidente do organismo, Gianni Infantino, de recorrer ao "mesmo autoritarismo" do seu antecessor, Joseph Blatter.

© Arnd Wiegmann / Reuters

Um dia depois da demissão de Domenico Scala da presidência da Comissão de Auditoria da FIFA, Mark Pieth, um dos colaboradores do presidente demissionário, disse à agência AFP que "caiu a máscara" a Gianni Infantino.

"[Infantinno] Está a mostrar as suas reais motivações e a sua verdadeira personalidade. Estão a regressar os piores tempos do 'Blatterismo'. Caiu a máscara", acusou o jurista suíço.

Domenico Scala demitiu-se do cargo em protesto contra medidas que considerou ameaçarem a independência deste órgão.

Esta decisão foi tomada depois de Gianni Infantino ter transferido para o Comité Executivo a competência de nomear ou demitir os presidentes das comissões de Ética ou Auditoria, o que, para Scala, "priva esses organismos da sua independência" e também "destrói um dos principais motivos das reformas".

Segundo Scala, com a decisão tomada em Congresso, na Cidade do México, é possível ao Comité Executivo "interferir, a qualquer momento, nas investigações".

Mark Pieth lembrou que as investigações do Comité de Auditoria tiveram sempre a "intervenção velada" de Blatter, sempre que apontavam para alguém próximo do ex-presidente.

O jurista insistiu que Infantinno "está a tentar ter controlo absoluto" com a decisão tomada no último Congresso.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.