sicnot

Perfil

Desporto

Ministro dos Desportos da Rússia admite erros graves de atletas nas regras antidoping

O ministro dos Desportos da Rússia, Vitaly Mutko, admitiu que os atletas russos cometeram "erros graves" por terem quebrado as regras antidoping, que podem comprometer a participação nos Jogos Olímpicos Rio2016.

© MAXIM ZMEYEV / Reuters

Numa crónica no jornal inglês Sunday Times, publicada hoje, Mutko não poupou críticas, escrevendo que todos os russos "estão envergonhados" com os atletas, que "quebraram o princípio do 'fair play' para obterem benefícios imediatos".

Apenas três dias depois de ter considerado "absurdas" as suspeitas de doping generalizado no Desporto russo, o ministro fez um 'mea culpa' e admitiu que a participação do atletismo russo nos Jogos Rio2016 pode estar comprometida.

"Lamentamos que os atletas tenham dececionado os russos e o mundo e que não tenhamos conseguido antecipar o problema. Lamentamos muito, porque a Rússia está comprometida em manter os mais altos padrões no desporto e opõe-se a qualquer ameaça aos valores olímpicos", refere Vitaly Mutko.

A 13 de novembro, a direção da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) suspendeu a Federação russa, no âmbito do escândalo sobre práticas de dopagem, com o organismo russo a ser acusado de ocultar resultados positivos e destruir provas.

Na sexta-feira, o Comité Olímpico Internacional (COI) informou que vai solicitar à Agência Mundial Antidopagem (AMA) que "investigue imediatamente" o laboratório acreditado que controlou o 'doping' nos Jogos de Inverno Sochi2014.

Este pedido surgiu depois de o programa 'CBS 60 minutos', desta cadeia norte-americana, ter denunciado novas acusações de dopagem sobre desportistas russos que participaram em Sochi2014.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.