sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto foi o rei das reviravoltas

O FC Porto foi o rei das reviravoltas na edição 2015/16 da I Liga portuguesa de futebol, ao conseguir seis, cinco na segunda volta, com José Peseiro, e não consentir nenhuma das 30 registadas.

José Peseiro, treinador do FC Porto.

José Peseiro, treinador do FC Porto.

JOSE COELHO/ LUSA

Entre as seis vezes que 'transformou' uma derrota em vitória, destaque para a conseguida em plena Luz, de 0-1 para 2-1, à 22.ª ronda, no que foi a única perda de pontos do tricampeão Benfica nos derradeiros 20 encontros.

Na ronda seguinte, o FC Porto deu ainda maior avanço (0-2), face ao Moreirense, e voltou a dar a volta, vencendo por tangenciais 3-2.

Sob o comando de Julen Lopetegui, os 'dragões' conseguiram virar o resultado na receção ao Paços de Ferreira (0-1 para 2-1), e, com Peseiro, ainda ganharam após sofrer o primeiro golo nos redutos do Estoril-Praia (2-1, à 20.ª ronda), da Académica (2-1, à 31.ª) e do Rio Ave (3-1, à 33.ª).

Por seu lado, e apesar de ter 'falhado' com o FC Porto, o Benfica segue em segundo no 'ranking', pois 'virou' o Moreirense (0-1 para 3-2) e o Estoril-Praia, a Académica e o Vitória de Setúbal (todos de 0-1 para 2-1).

Ao lado do Benfica, está o Vitória de Guimarães, sendo que Sporting, Marítimo e Belenenses também têm um saldo positivo nas reviravoltas, ao contrário de Boavista, Tondela, Rio Ave, União da Madeira, Vitória de Setúbal, Académica e Moreirense.

O clube de Moreira de Cónegos é o pior, pois conseguiu vencer um encontro que começou a perder, mas desperdiçou cinco situações de liderança.

Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.