sicnot

Perfil

Desporto

Governo catalão critica proibição das bandeiras independentistas na Copa do Rei

O conselheiro de Justiça do Governo regional da Catalunha considerou hoje que a proibição do uso de bandeiras nacionalistas catalãs na final da Copa do Rei de futebol constitui "uma limitação do direito à liberdade de expressão".

© Albert Gea / Reuters

Em declarações à emissora Catalunia Ràdio, Carles Mundó, que considerou esta decisão "inaceitável num estado democrático", acrescentou que o governo central de Espanha "está a aproveitar" esta medida "como munição" em vésperas de campanha eleitoral para as legislativas de 26 de junho (nas quais o tema da independência da Catalunha continua a ser um dos temas fortes).

Os espetadores da final da Copa do Rei, que se disputa no domingo, em Madrid, entre o FC Barcelona e o Sevilha, vão ser revistados um a um, para impedir a entrada de bandeiras independentistas catalãs.

O dispositivo de segurança previsto para a final, às 21:30 (menos uma hora em Lisboa) no estádio Vicente Calderón, contará com 2.500 efetivos dispostos num duplo filtro. Em ambos estes controlos, os seguranças e agentes de segurança vão impedir a entrada de bandeiras independentistas catalãs (as "esteladas").

Para o conselheiro da Generalitat, a medida "não tem qualquer justificação", considerando que a bandeira independentista é "um símbolo democrático da liberdade de expressão".

O jogo é considerado de alto risco e levará ao estádio cerca de 38.800 adeptos de ambos os clubes. A capacidade máxima do Calderón é de 54.907 espetadores. As portas do estádio abrem cerca de três horas e meia antes do encontro, para que os adeptos possam passar pelas medidas de segurança reforçadas, que incluem ainda bilhetes com o nome de cada espetador.

A final da Copa do Rei de 2015, no Camp Nou em Barcelona, ficou marcada por uma enorme assobiadela durante o hino espanhol, na presença do Rei Felipe VI, que assistia - como habitualmente - à partida decisiva da competição.

Antes e durante o jogo (no qual o FC Barcelona bateu o Athletic de Bilbau por 3-1), os adeptos do FC Barcelona desfraldaram milhares de bandeiras "esteladas" (que se diferencia da bandeira da Catalunha por acrescentar um triângulo azul e uma estrela branca às habituais listas vermelhas e amarelas).

Em fevereiro a Audiência Nacional - um tribunal especial espanhol - considerou que não existiu qualquer delito na assobiadela ao Rei na final da Copa do ano passado, ordenando que a queixa fosse arquivada. A procuradoria espanhola considerou que a assobiadela poderia constituir um delito de injúrias ao Rei e aos símbolos de Espanha, como o hino.

Lusa

  • Greve pode levar ao adiamento de cirurgias e consultas
    0:46

    Economia

    O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte estima uma adesão de 100% no turno da noite do Hospital Santos Silva, em Gaia, e de 60% no São João, no Porto. A paralisação poderá levar ao adiamento de cirurgias e consultas.

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12

    Quadratura do Círculo

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.