sicnot

Perfil

Desporto

Inquérito disciplinar após apostas suspeitas no Nápoles-Frosinone

As instâncias disciplinares da Federação Italiana de futebol e do Comité Olímpico Italiano abriram um inquérito, na sequência de apostas suspeitas na expulsão de um jogador do Frosinone frente ao Nápoles, no sábado.

reuters

A informação é avançada pela imprensa transalpina, explicando que pouco antes do início do jogo, que o Nápoles venceu por 4-0, três casas de apostas bloquearam a colocação de dinheiro na exclusão de um jogador do Frosinone.

A situação aconteceu depois de verificarem um volume invulgar de apostas na expulsão, refere o jornal Corriere dello Sport.

As três casas de apostas foram alertadas pelo facto de o maior volume de apostas ter origem na região de Frosinone.

Os montantes das apostas eram baixos, com a perspetiva de ganhos inferiores a 1.000 euros, o limite a partir do qual os apostadores vencedores não podem continuar anónimos.

Durante o jogo, o médio do Frosinone Mirko Gori foi expulso aos 1frosinone3 minutos, depois de cometer falta sobre Lorenzo Insigne, do Nápoles, atirando ainda a bola contra o avançado napolitano, com este no chão.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.