sicnot

Perfil

Desporto

NOS e Vodafone assinam memorando sobre direitos de transmissão de eventos desportivos

A NOS anunciou hoje a celebração de um memorando de entendimento com a Vodafone Portugal que define as "principais linhas" para a disponibilização recíproca de direitos de transmissão de eventos desportivos e a comparticipação nos custos associados.

reuters

Em comunicado enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a operadora de telecomunicações adianta que foi celebrado um memorando de entendimento entre a NOS, a NOS Lusomundo Audiovisuais e a Vodafone Portugal.

Este memorando tem como objeto "a definição das principais linhas de um acordo para a disponibilização recíproca de direitos de transmissão relativos a eventos desportivos, bem como de direitos de transmissão e distribuição de canais de desporto e de canais de clubes, que sejam atualmente detidos ou venham a ser adquiridos pelas partes".

O acordo inclui ainda "a comparticipação nos custos (atuais e futuros) associados a estes conteúdos desportivos".

A NOS adianta que o memorando de entendimento prevê "que os demais operadores de comunicações eletrónicas presentes no mercado português poderão aderir ao acordo que venha a ser estabelecido, desde que tal adesão seja efetuada nos termos e em condições idênticas às acordadas entre as partes".

Num outro comunicado entretanto divulgado, as operadoras avançam que o acordo irá vigorar por várias épocas desportivas, embora não especificando quantas, terá início já 2016/17, garantindo que todos os clientes da NOS e Vodafone vão ter acesso ao canal do Benfica e aos jogos do Benfica em casa, independentemente do canal onde estes estejam a ser transmitidos.

"Este acordo é um passo determinante na concretização do compromisso que assumimos, desde o primeiro momento, em assegurar condições para que os conteúdos desportivos estejam disponíveis para todos os operadores", avançou Miguel Almeida, CEO da NOS.

Já Mário Vaz, CEO da Vodafone Portugal, trata-se de um momento "decisivo para a Vodafone e para o mercado" considerando que a empresa cumpre a promessa de levar aos clientes "os conteúdos que estes valorizam", lançando as bases para o desenvolvimento de um mercado de acesso a conteúdos

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.