sicnot

Perfil

Desporto

Twente despromovido à segunda divisão de futebol holandês

A Real Federação de Futebol da Holanda (KNVB) anunciou hoje a despromoção do Twente à segunda divisão por várias irregularidades financeiras cometidas pelo clube entre 2012 e 2014.

© Fabian Bimmer / Reuters

Em comunicado, a KNVB anunciou também uma multa de 45.250 euros e a decisão de não revogar a licença profissional do clube, o que teria significado a descida da equipa às categorias amadoras.

O Twente, que em 2010 chegou a ser vencer a 'Eredivisie' (primeira divisão), tem ainda a possibilidade de recorrer da decisão.

Em conferência de imprensa, o diretor interino do clube, Onno Jacobs, manifestou-se "decepcionado e conternado" com a decisão da KNVB, descrevendo-a como "um rude golpe" num clube que acumulou uma dívida de 32 milhões de euros, responsabilizando os anteriores responsáveis pelo clube pela descida de divisão.

Em causa, o facto de a anterior direção do Twente não ter comunicado à KNVB um conjunto de cláusulas contrárias aos regulamentos desportivos holandeses, acrescentadas a um convénio assinado em 2014 com o fundo de investimento Doyen.

De acordo com a KNVB, o grupo Doyen injetou cinco milhões de euros no clube em troca de uma percentagem na transferência de sete jogadores do clube holandês.

De acordo com a imprensa holandesa, entre as irregularidades detetadas incluem-se ainda a ocultação de proveitos da venda de jogadores e a emissão de faturas falsas.

A despromoção do Twente beneficiou o Willem II, que estava obrigado a jogar os 'play-off' para evitar a descida à segunda divisão.

Lusa

  • Junta de Santa Maria Maior no centro de Lisboa contra despejos de idosos
    3:02
  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.