sicnot

Perfil

Desporto

Roger Federer desiste de Roland Garros

O tenista suíço Roger Federer, recordista de títulos do torneio do Grand Slam, anunciou hoje a desistência do torneio de Roland Garros, que começa no domingo e termina a 5 de junho.

© Ahmed Jadallah / Reuters

"Lamento anunciar que tomei a decisão de não jogar Roland Garros este ano. Tenho feito progressos sólidos no meu estado de forma, mas ainda não estou a 100% e sinto que poderia estar a correr riscos desnecessários ao jogar este torneio antes de estar totalmente preparado", revelou o número três mundial na sua página no Facebook.

Federer, vencedor de 17 Grand Slams, assumiu que a decisão de não disputar o 'major' francês não foi fácil de tomar, mas que resultou do seu anseio de jogar o resto da época e de prolongar a sua carreira.

"Continuo motivado e entusiasmado como sempre e o meu plano é atingir o melhor nível de forma antes de regressar ao circuito para a temporada de relva. Lamento pelos meus fãs em Paris, mas estou ansioso por regressar a Roland Garros em 2017", finalizou o vencedor de 2009.

Lusa

  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.