sicnot

Perfil

Desporto

Atuação da PSP junto ao estádio de Alvalade alvo de inquérito

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) abriu um inquérito para apurar os actos relacionados com a atuação da PSP na noite do último domingo nas imediações do estádio do Sporting, em Lisboa, informou hoje a IGAI.

Lusa

Lusa

MIGUEL A. LOPES

A IGAI diz que tomou conhecimento, na quinta-feira, através da visualização de imagens emitidas por vários órgãos de comunicação social, de um vídeo com imagens de uma ação policial, envolvendo elementos da Polícia de Segurança Pública e diversos cidadãos, no estádio José Alvalade.

"Estes incidentes impõem uma investigação detalhada a todo o circunstancialismo envolvente, e apuramento cabal de todos os factos, no sentido da confirmação ou não das suspeitas de uso excessivo da força e da identificação dos seus autores", adianta a IGAI, que fixou um prazo de 45 dias úteis para a conclusão do inquérito.

Em resultado do sucedido nas imediações do estádio José Alvalade e após visionamento das imagens junto a uma das sedes de um dos grupos organizados de adeptos, a direcção do Sporting decidiu fazer uma exposição ao Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

Em comunicado, o Sporting assegura que "nas imagens podem ver-se agressões, de forma bárbara, a pelo menos um adepto do Sporting sem que se vislumbre nas imagens qualquer motivo para as mesmas".

"Este é um acontecimento que lamentamos que ainda aconteça nos dias de hoje e que repudiamos. Com esta exposição esperamos respostas claras e punições para os envolvidos", conclui o Sporting, presidido por Bruno de Carvalho.

Os incidentes verificaram-se na noite marcada pelos festejos do título de campeão nacional de futebol da primeira divisão pelo Benfica, tendo centenas de adeptos sportinguistas optado por se deslocarem ao estádio José de Alvalade para saudar a sua equipa de futebol, que terminou o campeonato em segundo lugar.

Entretanto, na quinta-feira, informou que a PSP abriu um processo de averiguações para apuramento dos factos e de eventuais responsabilidades disciplinares, tendo ainda elaborado auto de notícia que foi remetido ao Ministério Público.

O processo de averiguações é um procedimento interno de natureza disciplinar e de caráter sumário e urgente que permite a recolha de matéria factual que possibilite a abertura de eventual inquérito ou processo disciplinar.

Lusa

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17