sicnot

Perfil

Desporto

Tenista João Sousa cai um lugar, para 29.º, Gastão Elias sobe dez e é 88.º

O tenista português João Sousa caiu um lugar no ranking mundial, surgindo hoje na 29.ª posição, uma semana depois de ter alcançado a melhor posição de sempre na hierarquia do circuito profissional de ténis.

Tenista português João Sousa

Tenista português João Sousa

© Thomas Peter / Reuters

Já Gastão Elias, que venceu no domingo o torneio de Mestre, Itália, da categoria 'challenger' (segundo escalão do circuito), subiu dez lugares na classificação mundial, fixando-se na 88.ª posição, a sua melhor de sempre.

Na semana passada, João Sousa chegou às meias-finais do torneio de Nice, França, sendo afastado pelo alemão Alexander Zverev, jogador, que viria a perder no domingo o encontro decisivo e que hoje figura na 41.ª posição.

Por seu turno, Gastão Elias passou a contar com seis troféus, todos da categoria 'challenger', depois de Turim (Itália), conseguido em abril, Guaiaquil (Equador) e Lima (Peru) conquistados em duas semanas consecutivas no final de 2015, Santos (2013) e Rio de Janeiro (2012).

No topo da classificação continua 'instalado' o sérvio Novak Djokovic, com larga vantagem sobre o britânico Andy Murray.

No grupo dos dez melhores, o croata Marin Cilic reentrou neste grupo de 'elite', com o francês Richard Gasquet a fazer o caminho inverso.

Em femininos, a norte-americana Serena Williams também continua a liderar 'sem oposição' a lista do WTA, enquanto Michelle Larcher de Brito subiu dois lugares, surgindo agora na posição 232.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor