sicnot

Perfil

Desporto

Ancelotti diz que Manchester United precisa de um treinador como Mourinho

O italiano Carlo Ancelotti, futuro treinador do Bayern Munique, disse hoje que o Manchester United precisa de um treinador como o português José Mourinho, considerando que uma eventual ligação será boa para ambos.

© Reuters Staff / Reuters

Mourinho tem sido apontado nos últimos meses como próximo treinador dos 'red devils', que na segunda-feira anunciaram a dispensa de Louis van Gaal, dois dias depois da conquista da Taça de Inglaterra, único título alcançado em dois anos sob o comando do holandês.

"Penso que é um desafio fantástico para ambos. Mourinho é um dos melhor treinadores do mundo e tem muita experiência na 'Premier League'. O Manchester United precisa deste tipo de técnico", afirmou Ancelotti em declarações à televisão britânica Sky Sports. "O matrimónio pode ser bom para ambos. Creio que podem ganhar o título na próxima temporada", acrescentou.

Ancelotti, de 56 anos, que regressa ao ativo na próxima época, após um ano de paragem, e vai enfrentar a sua primeira experiência na Alemanha depois de passagens em clubes de Itália (Parma, Juventus e Milan), Inglaterra (Chelsea), França (Paris Saint-Germain) e Espanha (Real Madrid), prevê também dérbis intensos em Manchester.

"A verdade é que acredito que vai ser tremendamente e emocionante ter dois dos melhores treinadores do mundo na cidade de Manchester: Pep Guardiola no City Mourinho no United. Os dérbis vão ser interessantes", disse Ancelotti.

O italiano defendeu o holandês Louis van Gaal, considerando que teve o trabalho árduo de "de reconstruir uma equipa após a partida de jogadores de primeiro nível".

"Creio que o trabalho de Van Gaal não foi nada mau, porque não era fácil, depois da saída de Alex Ferguson [o treinador com mais títulos da história do clube] e de futebolistas de primeiro nível como [Rio] Ferdinand, [Paul] Scholes e [Ryan] Giggs", completou.

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas. Num despacho enviado à companhia aérea que os transportou, tanto o jornalista como o repórter de imagem são considerados "inadmissíveis no território da Venezuela".

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25
  • Costa alerta para "condições particularmente adversas"
    1:47

    País

    O primeiro-ministro alertou para a possibilidade de novos incêndios de grandes dimensões, muito por causa da situação de seca que grande parte do território atravessa. António Costa pediu aos portugueses um "particular cuidado com todos os comportamentos de risco".

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.