sicnot

Perfil

Desporto

Cristiano Ronaldo garante estar bem para a final da Champions

O futebolista Cristiano Ronaldo acalmou hoje os temores em relação à sua condição física, depois de ter saído mais cedo do treino do Real Madrid, queixando-se da coxa esquerda.

© Andrea Comas / Reuters

"Estou bem. Tive um pequeno problema no treino, tive uma contusão, mas amanhã [quarta-feira] ou no dia a seguir estarei bem", justificou o jogador português na sessão aberta à imprensa, após o incidente de manhã, em que teve que ser assistido e abandonar o treino.

O internacional português procura bater o seu próprio recorde de 17 golos numa época da 'Champions', marca alcançada em 2014, num ano em que os 'merengues' conquistaram então o décimo título europeu, batendo na final, em Lisboa, também o Atlético Madrid.

"Seria bom igualar ou até ultrapassar esse recorde, mas não estou obcecado com isso porque o mais importante é ganhar", disse o português, que já marcou 16 golos na 'Champions' desta época, acrescentando estar confiante para o jogo entre os dois emblemas da capital espanhola.

Desde a final do Estádio da Luz, em 2014, o Real Madrid apenas venceu uma vez o Atlético, com os 'colchoneros' a contabilizarem cinco vitórias e os 'merengues' uma, mais quatro empates.

"Veremos quem é o melhor. Estou confiante. Penso que o Real é melhor do que o Atlético, mas temos que mostrar isso no campo", considerou Cristiano Ronaldo, lembrando que o rival concede muito poucas oportunidades.

O internacional luso justificou ainda não ser por acaso que o FC Barcelona e o Bayern Munique, eliminados pelo Atlético Madrid, não tinham conseguido muitos golos.

O jogo entre Real Madrid e Atlético Madrid disputa-se no sábado em San Siro, às 19:45 de Lisboa, com arbitragem do inglês Mark Clattenburg.

Lusa

  • Cristiano Ronaldo é um dos mais amados jogadores do planeta
    2:09

    Euro 2016

    Cristiano Ronaldo está na lista de convocados de Fernando Santos para o Euro 2016. O capitão da seleção nasceu na Madeira em 1985 e cresceu num bairro pobre do Funchal. O jogador chegou ao Sporting em 1997 e em 2003, com 18 anos, foi jogar para o Manchester United, onde recebia 160 mil euros por mês. Em 2004 foi eleito para a equipa ideal da UEFA. Ronaldo foi vendido por 94 milhões de euros ao Real Madrid em 2009 e desde então tem jogado na equipa espanhola. Conta com três Bolas de Ouro e quatro Botas de Ouro.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • MP investiga ministro Siza Vieira, António Costa rejeita incompatibilidades
    2:12

    País

    O Ministério Público decidiu investigar o ministro Adjunto, Pedro Siza Vieira, por alegadas incompatibilidades. O governante criou uma empresa imobiliária um dia antes de tomar posse e manteve-se como gerente durante dois meses. A lei prevê a demissão, mas o primeiro-ministro já disse que se tratou apenas de um erro e o próprio ministro alega desconhecimento da lei.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.