sicnot

Perfil

Desporto

Júlio César renova por dois anos e pode terminar carreira no Benfica

O guarda-redes Júlio César renovou por duas épocas o contrato com o Benfica, tricampeão português de futebol, e admitiu, em declarações à BTV, que poderá terminar a carreira no clube de Lisboa.

Lusa

Júlio César, de 36 anos, chegou ao Benfica em 2014 e foi primeira opção para a baliza 'encarnada' tanto com o treinador Jorge Jesus, na época passada, como com o Rui Vitória, na temporada que agora termina, até que uma lesão o afastou da equipa e abriu a porta ao seu compatriota Ederson.

Depois de iniciar a carreira no Flamengo, Júlio César representou o Inter Milão, de Itália, durante sete anos, o Queens Park Rangers, de Inglaterra, e o Toronto FC, por empréstimo, antes de rumar ao Benfica. Bicampeão em Portugal e cinco vezes campeão em Itália, Júlio César conquistou uma Liga dos Campeões com o Inter, sob o comando de José Mourinho.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.