sicnot

Perfil

Desporto

Surfista amputada consegue primeiro pódio em provas do circuito mundial

A surfista norte-americana Bethany Hamilton, que não tem o braço esquerdo, chegou hoje pela primeira vez às meias-finais de uma prova do circuito mundial, ao terminar na terceira posição o Fiji Women's Pro.

AP

Bethany Hamilton, que perdeu o braço em 2003 depois de ter sido atacada por um tubarão, beneficiou de um 'wild card' para disputar a prova nas Fiji.

A norte-americana, de 26 anos, eliminou na segunda ronda a australiana Tyler Wright, número um mundial, e bateu na terceira a também australiana Stephanie Gilmore, detentora de seis títulos mundiais.

Hamilton, que tinha como melhor registo em provas do circuito mundial um nono lugar, alcançado em 2010 em Peniche, foi apenas derrotada pela francesa Johanne Defay, que viria a vencer a quinta etapa do circuito.

A história de vida de Bethany Hamilton serviu de inspiração ao filme 'Soul Surfer' (Coragem de Viver), protagonizado por Dennis Quaid e Helen Hunt.

  • Ministra tem condições para ficar?
    1:57
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • Os testemunhos emocionados de quem perdeu quase tudo nos fogos
    2:10
  • A primeira moção de censura ao fim de quase dois anos
    1:42

    País

    O CDS-PP avançou com uma moção de censura ao Governo, perante o que chama de falha do Governo na proteção das pessoas. O PSD apoia a iniciativa. António Costa fala num ato natural da democracia. Esta é a primeira moção de censura que o Governo socialista enfrenta ao fim de quase dois anos de mandato.

  • "Agora é tempo de decidir e executar"
    1:27

    País

    O primeiro-ministro reuniu-se esta terça-feira com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios e visitou os feridos, que continuam internados no Hospital de Coimbra. António Costa diz que o tempo das respostas começa agora.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.