sicnot

Perfil

Desporto

Muhammad Ali hospitalizado por problemas respiratórios

O lendário ex-campeão mundial de boxe, na categoria de pesos pesados, Muhammad Ali, deu hoje entrada num hospital de Phoenix, no Arizona, por causa de problemas respiratórios, segundo o porta-voz da família, Bob Gunnel.

Timothy D. Easley

De acordo com informação prestada por este, Ali sentiu dificuldades em respirar e que os médicos estavam a tomar todas as precauções para evitar que a sua situação clínica se possa agravar, ainda que se preveja que uma estada no hospital curta.

Muhammad Ali, que foi campeão mundial de pesados em 1964, 1974 e 1978, já tinha sido hospitalizado no início do ano passado com uma infeção do trato urinário.

Considerado o maior pugilista da história da modalidade, Ali luta há décadas com a doença de Parkinson.

A sua última aparição pública ocorreu em abril num evento para arrecadar fundos para organizações de caridade no Arizona.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.