sicnot

Perfil

Desporto

Advogado de Jorge Jesus diz que acordo com o Benfica é pouco provável

O advogado de Jorge Jesus no processo em que o Benfica exige uma indemnização de 14 milhões de euros ao atual treinador de futebol do Sporting, afirmou hoje que é pouco provável um acordo entre as partes.

Paulo Duarte

"Não acredito. As posições estão muito extremadas. Isto torna muitíssimo difícil a hipótese de um acordo", disse Rogério Alves, antes de entrar para a audiência preliminar do julgamento, no Tribunal do Barreiro.

O advogado do Benfica João Correia, acompanhado pelo vice-presidente do clube Rui Gomes da Silva, admitiu a possibilidade de haver uma tentativa de conciliação, mas não deixou claro se acreditava nessa possibilidade.

Para João Correia, há muita matéria na acusação ao treinador português que conquistou mais títulos ao serviço do Benfica, mas ainda "pode haver uma tentativa de conciliação".

"Tudo é possível em tribunal", admitiu João Correia, ressalvando, no entanto, que há muitos pontos da acusação para serem discutidos entre as partes em litígio.

Ao contrário do que esperavam algumas dezenas de pessoas que se concentraram junto ao Tribunal do Barreiro, o ex-treinador do Benfica e atual técnico do Sporting não compareceu na audiência preliminar do julgamento, que, de acordo com Rogério Alves, deverá terminar ao final da manhã de hoje.

Lusa

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".