sicnot

Perfil

Desporto

Borussia Dortmund paga oito milhões para contratar Marc Barta ao FC Barcelona

O FC Barcelona revelou hoje que o futebolista catalão Marc Bartra assinará contrato com o clube alemão Borussia Dortmund, que se dispõe a pagar a cláusula de rescisão fixada em oito milhões de euros.

Marc Barta (à esquerda)

Marc Barta (à esquerda)

© Stringer France / Reuters

Num comunicado, o clube catalão torna pública a transferência e deseja "muita sorte" ao futebolista que inicia uma experiência na Liga alemã depois de não ter conseguido afirmar-se como titular no eixo da defesa do FC Barcelona desde que foi promovido à equipa principal em 2010.

Barta, que chegou ao clube catalão aos 12 anos, conta no seu currículo com cinco Ligas espanholas, duas Ligas dos Campeões e duas Taças do Rei, entre outros títulos, mas sem nunca ter conquistado a titularidade, a despeito de ter sido treinado por quatro técnicos que sempre elogiaram as suas qualidades, sem, todavia, lhe darem a confiança necessária para agarrar um lugar no onze titular.

Com a 'baixa' de Barta, o FC Barcelona perde em poucos dias dois jogadores, depois do adeus oficial do brasileiro Dani Alves anunciado na quinta-feira pelo diretor técnico Toberto Fernández.

Presente na fase final do Euro2016 pela Espanha, Bartra participou esta época em 24 jogos pelo FC Barcelona, dos quais 13 na Liga, tendo sido titular em quatro deles.

Lusa

  • Acordo de concertação social assinado por todos os parceiros

    Economia

    Está assinado o acordo da Concertação Social que estipula a descida da TSU para as empresas como contrapartida do aumento do salário mínimo. Ao contrário do que é habitual, o momento não foi assinalado na sede do Conselho Económico e Social (CES), mas as assinaturas foram divulgadas no Twitter.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.